quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

Eterno...

Eterno, eterno este mistério de quadradinhos barulhentos e cintilantes, que me prendem neste navegar de sensações e  pensamentos,  que por momentos me fazem ser eu, apenas eu...
Eterna esta caixinha que cada dia me faz crescer um pouco na sabedoria, e que me deixa sempre com a expectativa de saber um pouquito mais deste...mistério.

Agora...

Agora... ...aquele momento em que estás ali mesmo no centro tentando decidir se continuas ali parada  á espera  de tudo ou talvez de nada.....