quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Rosa Vermelha


"Uma rosa vermelha significa um espírito firme, brilhante, sagaz, belo e encantador. A rosa vermelha é inteiramente mística, porque, ela ao desabrochar, lembra a essência divina com toda a sua plenitude. Sim, a rosa é a perfeita simbologia da alma humana, assim como a cruz representa o corpo humano. Que a sua alma seja assim, tão pura, como a rosa quando está desabrochando".
Ao encontrar pelo caminho uma rosa vermelha, sinta o seu perfume, a sua beleza e agradeça, quanto ela é.

A Rosa vermelha significa o ápice da paixão, o sangue e a carne. Para os romanos as rosas eram uma criação da Flora (deusa da primavera e das flores), quando uma das ninfas da deusa morreu, Flora a transformou em flor e pediu ajuda para os outros deuses. Apolo deu a vida, Bacus o néctar, Pomona o fruto, as abelhas se atraíram pela flor e quando Cupido atirou suas flechas para espantá-las, se transformaram em espinhos e, assim, segundo o mito diz ter sido criada a Rosa.

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Sorriso


Sorriso,
como é lindo um sorriso,
sorriso, é olhar nos olhos e não temer,
é sorrir mesmo estando triste,
é ver a felicidade no outro,
sorriso é amar a própria vida,
é partilhar com os outros,
que a vida é bela e todos os dias nos sorri abertamente.
Um sorriso para ti.

sábado, 25 de setembro de 2010

Workshop

Magnifico, por mais workshop que faça parte mais vontade sinto de aprender, estar com pessoas de tanto talento, Amigos, e curiosos, me dá um prazer ummmmm....interminável de querer mais e mais, hoje mais uma vez aprendi coisas novas e estive com pessoas maravilhosas, o que me dá mais cede de aprender arte, sei que o Dom nasce connosco e não temos de fazer as mesmas coisas, mas é maravilhoso ver tanta perfeição e tanto carinho nas pessoas que criam arte, sinto que é um privilegio passar uma tarde com gente tão linda, obrigado a todos foram maravilhosos, e mais espero que se repita brevemente.

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Quem sou...

Quem sou.
Mentalmente?
Espiritualmente?
Emocionalmente?
Fisicamente?
Culturalmente?
Como posso responder a estas perguntas, eu que olhando para trás tomo consciência que passei 20 anos da minha vida fazendo uma rotina permanente e sempre em torno dos outros.
Nunca senti falta de nada, apenas me acomodei e era feliz, sou feliz, só que agora quero mais, quero sentir a vida, arriscar, viver cada dia intensamente.

domingo, 19 de setembro de 2010

The Prayer (at the Grammys)

Marcante

Eu
Livro: Ensaio da cegueira, para mim um livro especial em muitos dos aspectos marcou-me muito porque nos diz o quanto estamos cegos!
Filme: Muitos vi, e alguns são muito especiais para mim, mas um que me impressionou muito vi recentemente um documentário sobre a saúde na América, foi um acordar para a vida, todos os humanos deviam ver!
CD: Adoro musica todas as musicas tem algo especial, mas um cantor que gosto de ouvir é Andrea bocelli.

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Eu...

Eu...como serei eu...como encontrarei o meu eu...
Há momentos na vida que ficamos a pensar se a decisão que escolhemos é a mais acertada, e hoje vejo que mais uma vez a vida me está a mostrar o meu caminho, espero que no fim destes dois meses EU conheça o meu verdadeiro eu...

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Um Ano

Um ano, que não foi mais que um dia, que superou todas as expectativas, que me deu mais muito mais do que esperava, mas acima de tudo fez-me ver que quando desejamos muito há sempre esperança de conseguirmos, por vezes fui confrontada com situações que jamais pensei viver ou sentir mas sempre pela positiva...
Eu estou de parabéns, sem duvida foi um ano
inesquecível.
A ti que também fizeste parte deste ano
Parabéns, pois de alguma maneira estavas lá...

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Eutanásia

Eutanásia, só o nome faz-me parar e pensar...

Hoje participei num debate sobre " Eutanásia", escrevo com letra maiúscula, pois foi um assunto que mexeu muito comigo já tinha visto alguns documentários sobre o assunto, mas hoje fiquei a perceber que nada sei, que devíamos ser confrontados mais vezes com estes assunto que são nossos do nosso dia a dia e nem nos apercebemos, também deu para perceber o quanto este assunto mexe cá dentro dos nossos sentimentos, agora fiquei com uma pergunta á qual não tenho resposta:
-E se fosse comigo??

domingo, 5 de setembro de 2010

Viajar para uma ilha deserta...


Trabalho elaborado numa aula de português


Se viajasse para uma ilha deserta, o que levarias?


Se eu viajasse para uma ilha deserta, na minha mala eu levaria, espírito de aventura, uma faca a cortar bem, um isqueiro, uma lanterna, um cobertor, comprimidos para dormir, lângeri e pensos higiénicos e muita água. A faca seria para cortar lenha, para fazer espetas para pescar e para caçar,um isqueiro para fazer lume para me aquecer, lângeri e os pensos para aqueles dias especiais, o cobertor para me aquecer e água para não ter cede. não posso me esquecer de levar lápis e cadernos para tirar apontamentos.

Agora imaginando-me já na ilha, qual a minha maior aventura?

A maior aventura foi a primeira noite, visto que eu tenho muito medo do escuro e da solidão e no meio de tudo isto um ruído muito estranho que parecia nunca mais acabar, e me fez percorrer a ilha de um lado ao outro e não ter encontrado nada, chegando ao ponto de ter de tomar os comprimidos para dormir, qual o meu espanto quando ao raiar do dia vi que era apenas um gatinho branco muito fofo.

Na ilha foi me enformado que teria direito a cinco minutos com alguém famoso que eu teria de escolher e enviar uma mensagem para a família:

Os meus famosos cinco minutos com José Sócrates:
-Como estava naqueles dias especiais tive de usar minha lângeri, mas faltava-me as palavras dai que resolvi dizer apenas:
-Já me tiraste tudo agora só falta a lângeri, e a minha mensagem para a família é :
"Nas próximas eleições votem neste homem, porque depois deste impacto ele vai mudar".

Ao fim de trinta dias que era o prazo para alguém me ir buscar fiquei a saber que não iria ninguém e que teria de pedir socorro através de uma garrafa atirada ao mar e minha mensagem tinha de ser muito cativante para convencer alguém a ir-me buscar.

"S.O.S.
Sou uma jovem desesperada sobrevivendo na ilha a todo o custo, desejava ser resgatada, como me reconhecer:-Altamente bronzeada cabelos longos encaracolados e apenas usando lângeri carrego uma pequena mala e como companhia um gato muito fofinho"

Quando finalmente fui resgatada me perguntaram o que trazer como recordação da ilha?

Apenas um saco de areia pois tinha sido meu chão naqueles dias.

E quem aconselhava a ir para a ilha?

Apesar de ser uma experiência fascinante esta de ir para uma ilha imaginária, eu não desejo a ninguém a ir para a ilha e tu o que fazias????????????

Agora...

Agora... ...aquele momento em que estás ali mesmo no centro tentando decidir se continuas ali parada  á espera  de tudo ou talvez de nada.....